banner

Ducati supreende e lança sete novidades para 2016, entre elas a X Diavel e a Multistrada Enduro

Há poucos dias atrás a Ducati anunciou, pela primeira vez na sua história, que havia superado a marca de 50.000 motos vendidas num só ano, aliás, o recorde de vendas foi atingindo logo no mês de outubro e por isso este recorde irá atingir números ainda mais impressionantes para a marca de Borgo Panigale até o final de 2015.

564a18e97f2e8_L

Hoje a Ducati revelou ao mundo, no Teatro Elfo Puccini, e num evento que precede a abertura do Salão de Milão – EICMA, nada menos do que sete novidades para 2016!

564a18b410f2d_L

A primeira novidade a ser revelada foi apresentada no palco com a ajuda do ex-piloto e três vezes campeão de Superbike, Troy Bayliss, que nos últimos tempos tem se dedicado à competição “flat track”. Foi por isso o “personagem” ideal para nos apresentar a nova Scrambler Flat Track Pro, uma moto que apesar de se basear nas já conhecidas Scrambler, recebe um conjunto de alterações específicas de motos do estilo “flat track”.

564a18be40e73_L

A segunda novidade foi também no campo das Scrambler mas, ao contrário da Flat Track Pro, a nova Sixty 2 é uma versão totalmente nova desta Ducati.

A Sixty 2 será mais acessível em vários níveis, pois não só vai estar disponível nos concessionários por um valor mais baixo do que as atuais Scrambler, como o seu motor de 400 cc vai tornar a vida de qualquer motociclista menos experiente muito mais divertida sem a sensação de que está aos comandos de uma Scrambler indomável. É uma moto pensada e criada para responder aos desejos de um público mais jovem, que pretende aproveitar a vida em duas rodas de uma forma mais descontraída e longe das regras convencionais que rodeiam o nosso meio.

564a18b863398_L

Saindo das Scrambler, a Ducati aposta em vários segmentos, e entre as novidades destaca-se a subida de cilindrada de duas motos: a Hypermotard, nas suas versões base, SP ou Hyperstrada, e a menor das Panigale. Nestas motos a denominação passa, respetivamente, a ser de Hypermotard / Hyperstrada 939 e no caso da esportiva será 959 Panigale.

Em relação à esportiva 959 Panigale, a maior surpresa foi a troca do já habitual sistema de escape escondido debaixo do novo motor, por um sistema que termina em duas ponteiras laterais semelhantes às da Monster 1200. Com quase 160 cv de potência, esta 959, quando equipada com o referido escape, cumpre com a norma Euro4.

Já para o segmento “adventure” a Ducati apresentou-se com uma gama reforçada, não apenas para os pisos de asfalto, como também para os amantes do “off-road”.

564a18c3f322b_L

Se já poderíamos esperar uma versão Pikes Peak da mais recente geração da Multistrada 1200, uma moto que homenageia os feitos da marca italiana na famosa “Corrida até as Nuvens”, que inclui peças em carbono, sistema de escape Termignoni ou um esquema de gráficos exclusivo e mais “racing”, a verdade é que a surpresa foi a revelação da versão Enduro, uma preparada pela Ducati para enfrentar qualquer tipo de terreno.

Esta estreia da Ducati nas motos “off-road” levou que a MTS1200 sofresse um conjunto de modificações, tanto ao nível da ciclística que conta com suspensões de maior curso (200 mm), como também das suas carenagens, tanque de 30 litros de capacidade, posição de pilotagem redesenhada para maior liberdade e controle da moto, e também do software, especialmente do software que garante o controle eletrônico das suspensões.

564a18cf8d8ff_L

Por último, Claudio Domenicali, CEO da Ducati Motor Holding, deixou a maior surpresa de todas e uma moto que foge bastante aos paradigmas mais esportivos da marca italiana: a XDiavel!

564a18d5578fe_L

Esta nova versão da powercruiser Diavel utiliza, algo inédito para a marca, uma transmissão final por correia, pedaleiras fixas mais abaixo e à frente, vários elementos em alumínio, especialmente na sua versão exclusiva XDiavel S, e, entre muitos outros detalhes elegantes, a Ducati destaca três números: 5000, 60 e 40.

5000 refere-se ao regime de rotações no qual o motor Testastretta DVT entrega a sua máxima força. 60 é o número de configurações à disposição do condutor da XDiavel através do ajuste das pedaleiras ou do guidão. E 40, o número que faz referência ao ângulo máximo de inclinação que esta cruiser Ducati consegue atingir.

 

 

Tags Related
You may also like
Comments